A História da Moda – Revolução Francesa, Belle Époque e os Dias Atuais

A História da Moda – Revolução Francesa, Belle Époque e os Dias Atuais

Mesmo com a evolução da geometria na elaboração dos moldes, eram usadas apenas as medidas principais. As roupas eram quase todas cortadas e montadas sobre o corpo da pessoa a quem se destinava a peça.
A sociedade dos mestres costureiros de Paris, durante quase um século, barrou a introdução e o uso de moldes pelas mulheres, que até então não passavam de modestas ajudantes de costura. Mais tarde com a evolução constante da moda, e o uso de tecidos mais delicados, a mulher conquistou o ofício de modelista, através de um decreto que deu autorização e legalizou a profissão desta arte também para elas.

Sans titre 2
Década de 10

Desde então este trabalho evoluiu, chegando à invenção dos primeiros teares mecânicos, nos séculos XV e XVI. Milão ditava a moda dos tecidos, lá se encontravam os maiores modelistas e modistas.
No século XVIII, Paris era a rainha da moda. Na revolução francesa, houve o quase total da alta costura parisiense, que só se recuperou durante o século XIX, se dedicando ao traje feminino e deixando o traje masculino à Londres.

Década de 20
Década de 20
Década de 30
Década de 30
Década de 40
Década de 40
Década de 50
Década de 50
Década de 60
Década de 60

 

Década de 70
Década de 70
Década de 80
Década de 80
Moda Atual
Moda Atual

Hoje a dedicação tanto de homens como de mulheres, na arte do vestuário, vem crescendo. E entre jovens e adolescentes também, tanto que na maioria das vezes se apaixonam pelo mundo da moda ainda crianças. E assim a cada década a moda se consolida como um importante instrumento no mercado do vestuário, sendo mais livre e democrática, bem como mais acessível a todas as classes sociais.

compartilhe esse post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu